Follow by Email

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

As coisas que não entendo

Não entendo um monte de coisas nesta vida. Não entendo porque temos que brigar com quem amamos.Porque as coisas parecem seguir por caminhos tão tortuosos às vezes, com obstáculos que nos parecem intransponíveis e que quando observamos bem de pertinho, só existem na nossa mente.Às vezes fico imaginando que tudo que vivemos é fantasia, como se estívessemos o tempo todo vivendo como Alice no País da Maravilhas, correndo atrás de um coelho imaginário e experimentando situações criadas por nós o tempo todo. Mas no fundo deve ser isso mesmo, tudo o que vivemos é criado por nós, pelas nossas expectativas, pelos nossos paradigmas, pelos nossos pontos de vista, pelos nosso traumas... Queria não me importar tanto com isso, com o porquê das coisas e das situações, queria simplesmente aceitar as coisas como elas são. Ia ser tão mais simples...

Reproduzindo diálogo entre Alice e o Gato no País das Maravilhas:
"Alice: Vamos ver pra onde é? Que caminho é que eu vou tomar?
Gato:Perdeu algo?
Alice: Oh! hehe hehe Não nada!Isto é, eu estava pensando...
Gato: Tudo bem...Vou indo...
Alice: Oh espere! Não vá! Espere!... Eu só queria saber que caminho tomar?
Gato: Oh! Isso depende do lugar aonde quer ir...
Alice: ... Realmente não importa desde que eu...
Gato: Então... não importa que caminho tomar."

Acho melhor continuar sem entender um monte de coisas, mas buscar saber que caminho irei tomar em cada momento desta vida, quando topar com eles por aí.

Um comentário:

  1. bom, querida clara:
    muitas perguntas devem seguir mesmo sem resposta. enquanto isso, seguimos perguntando.
    o caminho a tomar, nunca vem antes: só há caminho depois da caminhada. nisso o gato tem toda razão (mesmo que em sua desrazão).
    grande abraço.

    ResponderExcluir