Follow by Email

segunda-feira, 18 de abril de 2011

É só uma questão de escolha

Temos duas escolhas na vida: culpar aos outros pelas coisas que nos acontecem, ou assumir os riscos e consequências de sermos os únicos responsáveis pelo roteiro de nossa história. Discordo da lei que diz, que os caminhos mais fáceis, são os mais prováveis de existirem, ou de estarem corretos. Acho que por instinto ou por sadismo sempre escolhi os caminhos mais difíceis. Assumo as consequências de todos os meus atos, mesmo que esperneie, tenho sempre a certeza de que a escolha foi, e sempre será, minha. Somente. Não que ache que não deva viver em sociedade, ou partilhar e compartilhar. Pelo contrário, assumindo a minha responsabilidade sobre o que acontece comigo, permito-me compreender que conviver não tem nada a ver com encontrar culpados para as nossas mazelas e até mesmo, felicidades. Quando me encontrar comigo mesma direi: Você fez o seu papel! Você foi atriz, roteirista e diretora da sua vida. E no fim das contas, as escolhas são sempre suas... somente. E é só uma questão de escolha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário